Live Support

Minha Página

Edvaldo Rofatto commented on Edvaldo Rofatto's blog post Cinzas
"Grato, Marso! Um ajetivo em grau superlatvo sempre causa uma alegria imensa!"
Há 10 horas
Edvaldo Rofatto commented on Edvaldo Rofatto's blog post Cinzas
"Grato, meu amigo! Sei que nossos escritos guardam semelhanças no tratamento de temas e formas - esse reconhecimento foi de imediato quando comecei a lê-lo. Há misticismo, há família, há saudades, há mitologias, que provam nossa afinidade. Portanto,…"
Mar 14
Edvaldo Rofatto commented on Edvaldo Rofatto's blog post Cinzas
"Grato, Mena! Sua visita e comentário fizeram-me satisfeito: é bom estar na companhia de poetas como você também!"
Mar 14
Edvaldo Rofatto commented on Edvaldo Rofatto's blog post Cinzas
"Grato, Cristina! Para nossa sorte, muitos dos nossos desejos vêm construir castelos onde guardamos as melhores lembranças - e nenhuma que seja verdadeiramente boa torna-se cinzas.As melhores sempre continuarão luminosas! Gostei da sua visão mais oti…"
Mar 14
Edvaldo Rofatto posted a blog post
ESCRITURASNo derrame de verbo e ação, Repete o inquieto coração A suma escrupulosa de um rito Dos velhos livros em que debito A paixão crescente a letras de ouro  Tornadas lírio e chumbo: tesouro.Gargantas de antigas ampulhetas Ecoam sons de muitas…
Mar 14
Edvaldo Rofatto commented on Veraiz Aparecida dos Santo Souza's blog post Defeito de Caixa - Verso livre - Veraiz Souza
"Acabei de comentar a delicadeza dos seus textos! Eis aqui mais uma prova! 
Confesso: acho lindo seus versos retomando um romantismo tão jovem, tão fresco, tão sonhador, ainda mais porque você já adquiriu uma visão bem realista do que seja o mundo hu…"
Mar 14
Edvaldo Rofatto commented on Veraiz Aparecida dos Santo Souza's blog post Pensando bem - Poetrix - Veraiz Souza
"Mas você é muito doce, Veraiz! Eu acabei de ler o poema  e  me preocupei ao flagrar a sua vulnerabilidade: seu eu lírico entrega-se a uma ilusão, frustra-se, porque, da ilusão de um sonho à verdadeira emoção, nem sempre se cumpre o trajeto... Recebe…"
Mar 14
Edvaldo Rofatto replied to Marsoalex's discussion RESULTADO DA AVALIAÇÃO DO EVENTO IMAGEM & POESIA DO PERÍODO DE 03/02 A 03/03 2017. in ImagPoesia
"Agradeço a Casa pelas oficinas que nos ajudam a desenvolver temas muito variados, aos quais nos dedicamos mediante as propostas que os administradores apresentam e aos estímulos que recebemos dos amigos desta comunidade. Parabenizo a todos os partic…"
Mar 14
Edvaldo Rofatto commented on Edvaldo Rofatto's blog post Cinzas
"Grato, Safira! Reiterar a sua sintonia com o texto pode ser uma repetição de elogio já feito, mas é tão sincera que vale a pena repetir: você captura em imagem um contexto das palavras que sempre vem enriquecer o escrito!"
Mar 13
Edvaldo Rofatto commented on Edvaldo Rofatto's blog post Cinzas
"Grato, Sam! A generosidade do seu comentário certamente reafirma a pessoa que você é: um amigo que não economiza palavras de estímulo - pelo que tenho muito a lhe agradecer."
Mar 13
Edvaldo Rofatto commented on Edvaldo Rofatto's blog post CONSOLAÇÃO.
"Grato, Marso! Saudade é sempre um bom sentimento, ainda que nos aperte um pouco o peito, porque é a certificação de uma felicidade vivida. Sim, Marso, saudade é mesmo um consolo, é nos fazermos senhores do tempo e recuperarmos experiências passadas…"
Mar 12
Edvaldo Rofatto commented on Edvaldo Rofatto's blog post CONSOLAÇÃO.
"Grato, Fred! Também me reconforta a sua leitura que nos aproxima em emoções tão comuns e tão verdadeiras ao expressarmos a saudade por quem partiu. Muitas vezes, foram seus textos que também preencheram e verbalizaram os cantos do meu sentir."
Mar 12
Edvaldo Rofatto commented on Edvaldo Rofatto's blog post CONSOLAÇÃO.
"Grato, Edith! Seu comentário foi motivo de uma emoção muito bonita em mim.Suas palavras se apropriaram de uma realidade que vivi ao lado dela que, "cheia de candura e de sabedoria concedida pelos anos de experiência", tentava me reconfortar com a fr…"
Mar 12
Edvaldo Rofatto posted a blog post
CINZASSe nosso desejo negar quem fomos, A verdade nos abrasará as córneas De onde lava correrá sobre o amor. Calcinado, ele se espalhará no ar, Altares e deuses pulverizados Em meio a densas nuvens de rancor.Nem sobrarão promessas ressequidas Pela t…
Mar 10
Edvaldo Rofatto commented on Marsoalex's blog post AMPULHETA DA AGONIA
"O tempo, Marso, é um tema lírico por excelência - e, no mesmo nível, encontrou nos seus versos uma forma justa e adequada! No momento em se lê o seu texto, sabemos que o tempo retrocede (e nos leva com ele) até a garganta do que sentimos - estreitam…"
Mar 10
Edvaldo Rofatto commented on Ilario Moreira's blog post Transcendência II
"Ilário, o título já me convocou de pronto, e a leitura não desmentiu a suspeita: um prazer se anunciava ... e se realizou! Um tema trabalhado com o seu estilo peculiar a desfiar uma temática incomum. Trabalho autoral, poesia de quem perfaz trajetóri…"
Mar 10
Mais…

Meu Blog

Cinzas

CINZAS

Se nosso desejo negar quem fomos,
A verdade nos abrasará as córneas
De onde lava correrá sobre o amor.
Calcinado, ele se espalhará no ar,
Altares e deuses pulverizados
Em meio a…

Saiba mais…

CORNUCÓPIA

Cornucópia: vaso em forma de chifre, com frutas e flores que dele extravasam profusamente - antigo símbolo da fertilidade, riqueza, abundância
Saiba mais…

Meus Recados

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e das Poesias.

Join Casa dos Poetas e das Poesias

Comentários

  • Adm

  • Grato, Safira pela bela ilustração! Grato , Luciano  pelo estímulo e pelas palavras inspiradas! Grato, Sandrinha pelo acolhimento! Grato, Veraiz, por me trazer aqui! Gratidão a todos pela acolhida!

  • Adm

  • Muito boa sua apresentação caro poeta Edvaldo Rufatto, amei tudo.

    Fui uma "sortuda" em convidá-lo para esta Casa, com certeza, seremos surpreendidos com seus trabalhos.

    Veraiz Souza

  • Que legal Edvaldo Rofatto, você nesta Casa de Poetas....Seja bem-vindo.

    Não precisa me agradecer, sei que seus poemas e você será um presente para todos nós daqui.

    Vi que já se familiarizou, pois já fez amigos e dos bons.

    Fico feliz por ter aceitado meu convite e tenho certeza que será muito feliz aqui, como todos nós somos.

    Abçs poéticos de Veraiz, poetisa feliz

  • Seja bem-vindo, querido Poeta Professor.

    Estou feliz por te ver por aqui.

    Beijão.

  • Adm

  • Adm

  • Heriberto, também eu vim aqui aprender! Grato pela acolhida calorosa! Um forte abraço.

This reply was deleted.

Minhas Informações

Aniversário:

Abril 26


Qual seu nome completo?

Edvaldo Aparecido Rofatto


Sexo?

Masculino.


Data de nascimento

26-04-1962


Local de residência (apenas Cidade / Estado / País)

Limeira-SP-Br


Item fundamental para aprovação. Fale sobre você ((trabalho, experiências, gostos e ou preferências, familia, produção poético-literária....).

Descobri os livros como preciosidade quando, criança, meu pai me proibiu de tocá-los para não os estragar. Desde então, a palavra me põe em alerta: para lê-la, há que se mergulhar num universo estranho de outrem e tentar se encontrar num labirinto (onde a saída? há saída?); para escrevê-la, há que se voltar para dentro de si mesmo, retroceder até o passo para o abismo e deixar-se cair: talvez, a meio caminho, aprenda-se a levitar, talvez no fundo se despedace e se refaça o lavrador de letras para retornar mais forte. Se for diferente, é rasa, é pouca, é desnecessária a safra. Palavra é o inferno onde legiões assomam, seduzem, assombram - e de lá se volta, em assunção, para certeza da nossa frágil humanidade, ainda mais quando esta reconhece a dignidade mesma da palavra que é insuficiente para a dimensão, que é postergada para o depois do sentimento,que é turva na sua superfície enganadora, mas absoluta no espelhamento do que somos em aleluia, ou em agonia.


Quem o/a indicou para a Casa dos Poetas e da Poesia (ou como ficou sabendo desta)?Cite o nome da pessoa que a/o indicou ou convidou.

Veraiz Souza


Insira uma Foto pessoal tua em teu Perfil. (recomenda-se foto no formato 'jpeg' no tamanho de 180 a 350 pixels)

Sim.


Concorda que as poesias eróticas (caso as poste), devem ser postadas no Grupo de Literatura erótica?

Sim.


Concorda em interagir conforme possa, com os demais membros participando e interagindo das atividades da Casa?

Sim.


Concorda em NÃO POSTAR mais que 3 (três) Mensagens por dia no Blog Geral?

Sim.


Deixe o Link de teu Facebook: (caso tenha)

http://www.facebook.com/rofatto.textos/?fref=ts


Deixe o link do Recanto das Letras ou outro site onde possamos saber mais de você.

http://www.facebook.com/rofatto.textos/?fref=ts


Publique neste espaço, um ou até dois textos de tua autoria. (não precisam ser extensos)

SATURNO Manhãs que nascem escuras para rubras noites de lava a derramar-se na ardente face, onde olhos baços de estátua têm pupilas voltadas para dentro – imprecisos horizontes de saaras que espocam miragens do que foi o sono antigo dos inocentes, o sonho profundo dos amantes, o nirvana almejado por defuntos... Mas desaparece o fogo fátuo na paisagem estendida aos vazios. Em mundos de nenhum limite, existem anacrônicos caminhos à margem de qualquer fronteira. Hoje é só um outro nome do Tempo, sempre ávido de seus filhos mortos – nenhum futuro, nenhum passado do que seria a quimera da felicidade, não fosse a carnificina dos deuses. EU, LÍRICO Como sangue, teu verso Levará tuas dores, Prazeres e temores. Põe nas tuas palavras Tuas falsas verdades E sinceras mentiras, Para seres, no tempo Mutável como tu, O de agora e de sempre. Aprende a renascer Se outra maior vontade Fizer no teu poema Teu mais fiel retrato. Abandona-te à sorte De ser menos quem és Para mais destacar, Além do mero humano, Teu berço de esteta E cova de espartano.


Minhas Fotos

Minhas Discussões

ÂNIMA

ÂNIMA O corpo no último nudismo Exibe um veio azul-celeste Contra o fundo do humano abismo. Na base das suas escarpas, Uma fresta de céu fluindo... Entre pedras, líquidas farpas. Prece da alma é realejo Desfiando a canção mais pura Aos pés das…

Saiba mais…

INSÔNIA

INSÔNIA Cai o véu da noite Sobre o dorso do diaQue fecha seus olhosE se aconchega à cova do tempo.Asas de meditação e silêncioFecham-se sobre os telhados das casas.Veludos de tons enlutadosVestem as formas do austero arvoredoAgora que estrelas são…

Saiba mais…

MOTO-CONTÍNUO

MOTO-CONTÍNUO Como os pratos de uma balança Dispondo na sua exata medidaOs números da pressa e da tardançaNo monjolo das horas, que é a vida, Todo relógio sobe e desce a lança Varando o presente; em contrapartida, Há o breve devir, na célere…

Saiba mais…

Conquista

CONQUISTA   Por que cada um tão só? Cede Ao instinto de caldear nossos corpos rentes! Desatados os nós, segue Livre o desejo de fazer-te elanguescente. Beija-me teu beijo leve Como se o coração beijasse de repente. Após teus seios, me entregue Ao…

Saiba mais…
CPP