Minhas Atividade

Jorge Batista Pereira left a comment for Jorge Batista Pereira
"Obrigada.
Abraço"
Jun 22
Jorge Batista Pereira commented on Jorge Batista Pereira's blog post O Meu Bairro
"Obrigado Marcia
Abraço"
Jun 12
Jorge Batista Pereira posted a blog post
A minha alma está morta!Sinto-me tão nua…Despida das razões de não ser nada.Sinto-me primitiva, antiquada.Quero ter idade!Preciso de ausentar-meVestir-me de engano.Sair para além do que é meu,E ver-me na precisão da lucidez. Preciso do pensamento!Ou…
Jun 10
Jorge Batista Pereira commented on Jorge Batista Pereira's blog post E tu não existes e eu também não
"Obrigado António
Abraço"
Jun 10
Jorge Batista Pereira commented on Jorge Batista Pereira's blog post O Meu Bairro
"Obrigado Gilnei
Abraço"
Jun 10
Jorge Batista Pereira posted blog posts
Jun 10
Jorge Batista Pereira commented on Jorge Batista Pereira's blog post E tu não existes e eu também não
"Obrigado Marcia 
Abraço"
Jun 10
Jorge Batista Pereira commented on Jorge Batista Pereira's blog post E tu não existes e eu também não
"Obrigado Ana Lucia
Abraço"
Jun 10
Jorge Batista Pereira commented on Jorge Batista Pereira's blog post E tu não existes e eu também não
"Obrigado Lilian
Abraço"
Jun 10
Jorge Batista Pereira left a comment for Jorge Batista Pereira
"Muito obrigado pelo gesto
Abraço"
Jun 10
Jorge Batista Pereira commented on Jorge Batista Pereira's blog post Sou evidência de uma razão
"Obrigado Marta. 
Abraço"
Jun 4
Jorge Batista Pereira posted a blog post
Já me saciei nos saboresDas ementas realistasE senti fome de coresEm paisagens fatalistas Desejei os alimentosDas mesas idealistasE partilhei momentosDe sonhos surrealistas Bebi águas impurasElixires predestinadosAlimentei às escurasUma fome de…
Jun 2
Jorge Batista Pereira commented on Jorge Batista Pereira's blog post Para a minha mãe
"Obrigado querida amiga."
Jun 2
Jorge Batista Pereira e Marcia A Mancebo agora são amigos
Jun 2
Jorge Batista Pereira posted a blog post
Não há sangue que obrigueA dar de mim um momentoNem obrigação que me ligueA ninguém sem sentimento Não é laço que me moveA expressar a gratidãoA quem agora não podeAgarrar a minha mão Não te deixo a mensagemQue o momento exigiaNem engenho nem…
Mai 29
Jorge Batista Pereira e ZKFeliz agora são amigos
Gestores
Mai 29
Mais…

Comentarios

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.

Sobre Mim

Aniversário:

Setembro 18


1) Qual o teu nome completo?

jorge Batista pereira


3) Data de nascimento (não é necessário o ano)

18 setembro


4) Local de residência (apenas Cidade, Estado e País)

Cascais


5) Mini Currículo (trabalho, experiências, gostos e ou preferências, família, produção poético-literária...).

Nascido em 64 licenciou-se em Gestão de Empresas pela Universidade de Lisboa. Desde cedo demonstrou gosto pela literatura e pela poesia em particular. Tem escrito desde 1980 textos que partilha no seu blogue, youtube e no site criou.


6) Quem o/a indicou para a Casa dos Poetas e da Poesia (ou como ficou sabendo desta)?Cite o nome da pessoa que a/o indicou ou convidou.

internet


8) Está ciente que as poesias eróticas (caso as tenha), devem ser postadas no Grupo de Literatura erótica?

sim


9) Concorda em participar e interagir conforme possa, com os demais membros nas atividades da Casa?

sim


10) Fique ciente que NÃO DEVE POSTAR mais que 3 (três) Mensagens por dia no Blog Geral?

sim


11) Caso possua, deixe o Link do Facebook, Recanto das Letras ou de qualquer outro site onde possamos saber mais de você.

http://ideiasquasesecretas.com


12) Publique neste espaço, um pequeno texto, que considere poético. Pode ser inspirado na hora. Não precisa que seja algo que tenha sido publicado. De certo modo: TODOS somos Poetas!

Porque Escrevo Talvez escreva para ser desimportante. Talvez escreva para ser proporção, fragmento, parte. Talvez escreva porque sou escasso. Talvez escreva porque sou do tamanho dessa insignificância. Talvez escreva porque não tenho outro espelho que me minta. Talvez escreva porque me falta tudo o que tenho e não me alcanço. Talvez escreva porque tenho fé no desassossego. Talvez escreva porque estou em transito. Talvez escreva porque sou erro incompleto. Talvez escreva porque é errado. Talvez escreva porque uma parte de mim esta perdida e a outra teima em acompanha-la. Talvez escreva para me organizar, definir, reconstruir. Talvez escreva para entender o pensamento. Talvez escreva porque sou incógnito nessa festa. Talvez escreva porque sou tentativa mal sucedida de ser parte de outra parte. Talvez escreva porque quero mais do menos que me completa. Talvez escreva porque é tarde, estou cansado e não tenho pressa de mais nada. Talvez escreva porque quero ser culpado de tentar. Talvez escreva porque não vejo outra saída. Talvez escreva porque sou infantil ou infantilmente nisso acredito. Talvez escreva porque ninguém respira perto de mim e o ar de mim é só meu Talvez escreva porque estou perdido na calma. Talvez escreva porque não tenho motivo. Talvez escreva porque não tenho perguntas. Talvez escreva porque não tenho respostas. Talvez escreva porque não sei sair do princípio. Talvez escreva porque me é tão difícil fazê-lo. Talvez escreva porque me minto e acredito. Talvez escreva porque me dói e nessa dor à perdão. Talvez escreva com propósito ou sem ele. Talvez escreva porque amanha me esqueço. Talvez escreva porque adormeço. Talvez escreva porque quero. Talvez escreva porque não tenho alternativa Talvez escreva porque sou vago, rua, noite , abandono. Talvez escreva porque ninguém lê. Talvez escreva porque me calo. Talvez escreva porque sou começo. Talvez escreva porque sou fim. Talvez escreva porque sou nada.


Profile Style - Long Answer - Codigos Ning - Não Responda esta Questão -

2750-424


Conquistas pela participação


Pontos ganhos: 2007
Recebido:
29 de Mai de 2020
CPP