Descrença

 

Sou descrença de mim mesma

Quando fugidia

Aguardo o acontecer

Medo de ir além?

Não sei...

Nunca tentei

Inerte espera

Que me faz calar

E tudo passa depressa

Na cética oração

Que insisto rezar

 

 

Suzete Palitos

Descrença

 

Sou descrença de mim mesma

Quando fugidia

Aguardo o acontecer

Medo de ir além?

Não sei...

Nunca tentei

Inerte espera

Que me faz calar

E tudo passa depressa

Na cética oração

Que…

Saiba mais…

Comentarios

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.

Sobre Mim

Aniversário:

Setembro 25


1) Qual o teu nome completo?

Suzete Auxiliadora Palitos Silva


3) Data de nascimento (não é necessário o ano)

25/09/1966


4) Local de residência (apenas Cidade, Estado e País)

Guarulhos - São Paulo


5) Mini Currículo (trabalho, experiências, gostos e ou preferências, família, produção poético-literária...).

Suzete Auxiliadora Palitos Silva, 49 anos, nascida e residente em Guarulhos/SP. Formada em Pedagogia, sem nunca ter trabalhado na área, funcionária pública municipal, em minha cidade. Me atrevi a escrever, após conhecer e me encantar pelo Recanto das Letras, site em que público meus textos.


6) Quem o/a indicou para a Casa dos Poetas e da Poesia (ou como ficou sabendo desta)?Cite o nome da pessoa que a/o indicou ou convidou.

Edith Lobato


8) Está ciente que as poesias eróticas (caso as tenha), devem ser postadas no Grupo de Literatura erótica?

sim


9) Concorda em participar e interagir conforme possa, com os demais membros nas atividades da Casa?

sim


10) Fique ciente que NÃO DEVE POSTAR mais que 3 (três) Mensagens por dia no Blog Geral?

sim


11) Caso possua, deixe o Link do Facebook, Recanto das Letras ou de qualquer outro site onde possamos saber mais de você.

http://suzete palitos


12) Publique neste espaço, um pequeno texto, que considere poético. Pode ser inspirado na hora. Não precisa que seja algo que tenha sido publicado. De certo modo: TODOS somos Poetas!

Entre Borboletas e Fadas Pinta o corpo De tintura a dedo Traquinagem infantil Em liberta brincadeira Multicolore os olhos A correr por um jardim arco-íris Hidrata os sentidos Molhando os pés em áureo lago Numa viagem singular Atravessa preciosa ponte Que lhe faz ganhar asas Pairando em sonhos ... Perfume Na pele alva O doce perfume Instigância olfativa de sensações Num envolvente enigma de fragrâncias Combinação perfeita Em poros banhados de evidências Inebriando os sentidos Num ensaio distante Entre a química e a imaginação...


Conquistas pela participação


Pontos ganhos: 11115
Recebido:
10 de Fev de 2020

Depois das curvas

 Sinto o tempo passarPercurso lento o meuE sem condução seguraTento escaparHesitante paragemA estrada é obscuraMinha existência é turvaSem freios, perco-meDerradeira viagem a minhaTudo é tão passageiroPelo retrovisor, a vidaEntrelinhas e breuE…

Saiba mais…

Pode o amor viver sem sexo?

Pode o amor viver sem sexo?Descabido questionamentoIndagação sem nexoPois o amor...Ah!  O amorVai muito além de um momento O amor vive da almaDa coragem apaixonadaAlém da forma ou da peleAlém do orgasmo que o corpo expele O amor vive do sentir…

Saiba mais…

Só em você...

Só em vocêSó em você sou verdadeE esquecendo a realidadeDeixo tudo acontecerSó em você sou momentoE desmascarando o sentimentoFantasio o meu quererSó em você sou amorSou entregaSou calorOnde busco sobreviverSuzete Palitos

Saiba mais…

Na morada dos sentimentos

Sentimento inquieto A transbordar indiscreto No olhar de inebriante sim   De tudo e mais um pouco Num sentir quase de louco Por seu toque a cativar   Em obsceno segredo A me entregar em folguedo Queimo por seu estopim   Silenciada em seu…

Saiba mais…

Ainda há muito o que (vi) ver!

Em cada curva,trajetória de vidaLampejos de desejosCaminhos errantes,velozes e inconstantesTão plenosTão meusQue se faz convite a continuarAssim, (re)vivo o que sou de fato,sem freios, em dissimulado recatoSeguindo o que não ouso fazer parar

Saiba mais…

Grupos que participo

CPP